Cidades
13 de Novembro de 2012 - Diário de SBO


Denis pede à EMTU construção de rodoviária em Santa Bárbara

Obras são para complementar o Corredor Metropolitano




O deputado estadual Chico Sardelli e o prefeito eleito de Santa Bárbara d´Oeste, Denis Andia, ambos do PV, solicitaram ao presidente da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), Joaquim Lopes, a construção de uma rodoviária na cidade como complementação das obras do Corredor Metropolitano Noroeste. Esse projeto já prevê a implantação de um terminal intermunicipal no município, na Rodovia SP-306(Santa Bárbara/Iracemapolis).
 
Em audiência com o presidente da EMTU, em São Paulo, Denis recebeu informações sobre as tratativas com a Prefeitura de Santa Bárbara para implantação do corredor metropolitano, que é uma faixa exclusiva para ônibus. O projeto começou a ser implantado em Campinas, passando por Hortolândia e Sumaré, e agora o lote 3 envolve Nova Odessa, Americana e Santa Bárbara. As obras estão previstas para 2013.

O prefeito eleito também fez alguns questionamentos a respeito do projeto e apresentou sugestões, inclusive de uma pequena alteração do traçado proposto. "Já que o conjunto de obras prevê a implantação de um terminal, aproveitamos a oportunidade para solicitar a construção de uma rodoviária moderna, na mesma área onde será o terminal, para que funcionem de maneira integrada, atendendo as necessidades de Santa Bárbara na área de transporte intermunicipal e metropolitano", explicou Denis.

Sardelli comentou que como será uma ampliação da estrutura já prevista, o presidente da EMTU disse que há grande possibilidade de atender a reivindicação do município. Assim que o prefeito tomar posse, em 1º de janeiro, eles voltarão a se reunir para tratar dos detalhes dessa questão.

O Corredor Metropolitano irá chegar ao município pela avenida São Paulo, fazer a transposição do Córrego Mollon, depois seguirá até a avenida Isaías Hermínio Romano. Em seguida, será construída uma avenida contornando a Vila Romi descendo até próximo do Ribeirão dos Toledos, onde haverá uma ponte. O Corredor continuará pela avenida Tiradentes e seguirá até a Luiz Ometto, onde está prevista a construção de um terminal com mais de 7 mil metros quadrados.